Taxi Brooklyn, a nova série da NBC

Hoje estreia na NBC, Taxi Brooklyn, a nova série com Chyler Leigh, a falecida Dra. Lexie Grey, de Grey’s Anatomy.

Na série, Chyler Leigh vai ser a Detevivev Cat Sullivan, uma mulher que procura encontrar o assassino de seu pai. Depois que ela é rebaixada para patrulha a pé, por condução imprudente, desobedecer ordens e conflitos de personalidade, Cat conhece o taxista Leo Romba (Jacky Ido). Um motorista altamente qualificado, Leo é um encantador franco-africano de Marselha. Percebendo que Leo mentiu em seus formulários de imigração, Cat oferece-lhe um acordo: em troca de suas habilidades de condução e de táxi, ela vai ajudar Leo com o problema da imigração. A fim de permanecer fora da prisão e evitar a deportação, Leo concorda com a parceria com Cat e rapidamente se torna seu motorista pessoal, consultor e amigo enquanto competem através das ruas de Nova York resolução de casos e tentando descobrir o mistério por trás do assassinato de seu pai.

Chyler falou um pouco sobre a nova personagem para o TV Guide:

Depois de um hiatus de dois anos sem atuar, o que te fez voltar para filmar essa série?
Quando eu saí de Grey’s, foi um tempo para descansar e ficar com a minha família – nós nos mudamos para a area de Nashville. Eu estava procurando alguns projetos, mas eu tinha muitos parâmetros. Eu não queria entrar em algo que tivesse 22 episódios por temporada de novo. E ainda, esse é um personagem bem diferente de udo que já fiz. Cat é uma policial durona do Brooklyn que é muito determinada. Foi um esforço pra mim, mas é uma benção!

Qual é a história da Cat?
O assassinato do pai dela foi “varrido para debaixo do tapete” pela corregedoria, então ela teima em descobrir o que aconteceu. Ela se torna incrivelmente imprudente, destruindo carros de polícia porque ela quer justiça.

Como ela trabalha com Leo?
A dinâmica entre os dois é um pouco difícil no começo. Mas ela percebe que ela precisa de alguém, não de um ponto de vista romântico, mas só alguém em sua vida, porque ela é completamente desamparada.

Você fez suas próprias cenas de ação?
Eu fiz o máximo que pude, porque eu quebrei meu pé no terceiro dia. Foi durante uma perseguição – eu estava usando botas de motoqueiro por 10 horas por causa de uma maratona de corrida! Eu tenho um limite bastante elevado para a dor, mas duas semanas depois, eu não poderia estar de pé mais. Eles acabaram escrevendo a lesão na série.

Pra quem ficou curioso, aqui vai um sneak peak do episódio de hoje.

 

Wanila Goularte

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s