Echo Park – Michael Connelly

Essa sou eu mais mais uma vez deixando o blog de lado, mas o tempo anda corrido por aqui – por bons motivos. Tenho várias resenhas para fazer e vou começar com Echo Park, um romance policial de Michael Connelly que me prendeu logo no início. Echo Park é daqueles livros que te fazem prender a respiração de tanto suspense e tem um final fora do convencional.

#desafioprimeira Lendo hoje.

A post shared by Wanila Goularte (@wanilagoularte) on

É o décimo segundo romance em que Michael Connelly apresenta Harry Bosch, um detetive experiente, obcecado pelos crimes que investiga. Desta vez, Harry é assombrado por um fantasma. Um fantasma que o perturba há treze anos. Em 1993, ele investiga o desaparecimento da jovem Marie Gesto, que, após ser vista indo ao supermercado, nunca mais foi encontrada. Como vestígio, apenas seu carro com algumas de suas roupas e compras dentro. Por mais que tenha lutado para descobrir seu paradeiro, Harry não conseguiu concluir a investigação, que passou a figurar na lista da delegacia de Casos Abertos / Não Resolvidos. Agora o detetive veterano vislumbra a chance de poder, finalmente, desvendar o mistério que o martirizou por tanto tempo. Raynard Waits é um homem acusado de matar e esquartejar duas pessoas, mas existem suspeitas de que ele também tenha cometido outros nove assassinatos. Entre eles, o de Marie Gesto. Mas ele pretende propor um acordo à Justiça para escapar da pena de morte. Em troca da atenuação de sua pena, Raynard Waits mostraria onde estão os corpos das nove pessoas desaparecidas e assassinadas por ele. A partir daí, Harry Bosch terá que enfrentar inúmeros desafios, um após o outro. Precisará estar próximo do homem que talvez seja o culpado por tantos anos de agonia e dúvidas, provavelmente o inimigo mais sádico e perigoso que tenha encontrado em toda sua vida. E ainda terá que conviver com a culpa de ter ignorado uma pista que poderia ter concluído o caso ainda em 1993, evitando a série de assassinatos que se seguiu.

Harry Bosch é um policial da seção de Abertos/Não Resolvidos e de cara podemos ver que é um homem solitário. Aprisionado ao caso Marie Gesto, um caso que o assombra há anos e que nunca foi resolvido, Bosch fica surpreso quando um assassino recentemente descoberto assume a responsabilidade pelo crime. Com ajuda de sua parceira e de uma antiga amiga (ou mais que isso) do FBI, Bosch decide descobrir se Raynard está falando a verdade e uma série de investigações se inicia.

O mais interessante no livro, é a forma como as coisas acontecem e como vários personagens estão envolvidos das formas mais inimagináveis. O mistério está presente em cada página e você sempre precisa saber o que acontecerá em seguida. Connelly, um autor que eu ainda não conhecia, com certeza me surpreendeu e mesmo não tendo lido as outras aventuras de Harry Bosch, consegui facilmente entender o livro. O final é surpreendente e até chocante, diferente de vários livros onde tudo e todos têm finais um pouco previsíveis, vemos que Henry Bosch é humano e faz suas próprias escolhas, que nem sempre são certas para todos.

Recomendo muito a leitura e inclusive quero logo ler mais livros de Connelly. Você pode comprar Echo Park no Submarino por R$19,90, basta clicar aqui.

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s