5 brinquedos que eu gostaria de ter guardado

Esse post é um tema sugerido no Rotaroots. O Rotaroots tem o objetivo de resgatar a época de ouro dos blogs pessoais, incentivando a produção de conteúdo criativo e autoral, sem ser clichê e principalmente, sem regras, blogando pela diversão e pelo amor.

Cadê tempo? Cadê dezembro? Cadê férias? Minhas provas são em algumas semanas então está bem difícil conseguir um tempinho pra postar aqui (até porque agora eu tenho 2 empregos! hahaha) mas enquanto não consigo postar todo dia, vou dando um jeitinho de não deixar o blog completamente abandonado. Por isso o post de hoje vai ser um meme sugerido pelo Rotaroots: 5 brinquedos que eu gostaria de ter guardado para meus filhos.

Eu não tinha muitos brinquedos quando criança, primeiro porque meu pai e minha mãe não podiam comprar muitas coisas, segundo porque: eu quebrava tudo. TUDO. Tudo mesmo. Só tenho uma boneca “original” e é uma Susi da mais simples possível, o resto eram todas daquelas baratinhas (porque eu arrancava braços, cabeças, pernas). Pausa da nostalgia: amava ir pra casa de uma amiga (beijos, Alana) que tinha várias Barbies legais, inclusive uma que tinha asas gigantes. Sonhava em ganhar uma, mas enfim… Uma vez ganhei uma boneca que andava de patins, meus pais esconderam ela de mim por muito e muito tempo, um dia acabei achando e quebrei na mesma semana. A mesma coisa aconteceu com uma boneca daquelas de porcelana que era da minha mãe, fui carregar ela pela casa e é óbvio que ela se espatifou. Até hoje não entendo porque o meu pai me deu um tabuleiro de xadrez com todas as peças de vidro (R.I.P. cavalo e bispo), mas entendo porque nunca ganhei um cachorro. Então foi um pouco difícil pensar em 5 brinquedos que eu tive pra fazer esse post, mas vamos lá!

5. Pega varetas


Taí um dos poucos que não quebrei. Pode parecer um jogo bobo e sem graça, mas eu adorava brincar disso, juro! Brincava até sozinha, mas geralmente juntava a família toda pra jogar comigo.

4. Aquaplay


Se você nasceu em meados dos anos 90, com certeza jogou alguma das variações desse brinquedo e sabe o quanto era legal quando consegui colocar todas as argolas no pininho (o problema é que a última sempre ficava meio bamba e caía antes de você conseguir mostrar pra alguém).

3. Mini game


Nunca tive videogames e até hoje não tenho (ainda consigo juntar dinheiro pra comprar um) e acho que a onda daquele game boy foi um pouco antes da minha época, mas eu amava esses Mini Games. Tive MUITOS e toda vez que o meu quebrava, meu pai acabava comprando um pra ele também, hahaha. Sdds tetris.

2. Brincando de engenheiro


Esse eu nunca tive, mas alguma amiga teve (acho que de novo, a Alana) e eu era simplesmente apaixonada. Juro que lembro até do cheiro desse troço, era demais gente! Eu amava construir cidades inteiras com essas pecinhas, hahaha.

1. Bebê bainho


E enfim, meu presente preferido de todos os tempos. Eu me lembro exatamente do dia que ganhei. Era natal e eu já sabia que ia ganhar e sabia que estava escondida no quarto dos meus pais. Não conseguia dormir de tanta empolgação. Acordei no meio da noite para ir ao banheiro e JURO ATÉ HOJE que vi a sombra de algo vermelho do lado de fora de casa (não era um ladrão, era o Papai Noel). Como nunca fizemos nenhum tipo de comemoração no Natal, eu sempre ganhava o presente só na manhã do dia 25. Por isso, as 6 da manhã já estava de pé. Me lembro como se fosse hoje de ir pro quarto dos meus pais e implorar para que me dessem meu presente logo. Assim que me entregaram, eu (chorando muito de felicidade) fui para o quintal encher a banheirinha e brincar. E brinquei o dia todo. Essa boneca tomou tantos banhos que deve ter até desgastado um pouco da tinta.

Hahahaha, espero que tenham se divertindo tanto lendo esse post como eu me diverti escrevendo. E por mais que eu não tenha guardado nenhum desses brinquedos para meus filhos, quero muito comprar quebra-cabeças para montarmos juntos. Meu pai me deu vários quebra cabeças ao longo dos anos, e eu tenho todos guardados. O da Disney (aniversário do Pato Donald) montamos quando ele ainda morava aqui. O dos golfinhos, ele já tinha se separado da minha mãe e vinha depois do trabalho, montamos ao som de Abba e Bee Gees e (entre outros) um do Haiti que nunca terminamos, mas eu passava ótimos momentos ao lado dele apenas encaixando aquelas pecinhas e quero muito poder levar isso para minha família também. E você, o que guardou?

Anúncios

6 comentários

  1. incrível como aquaplay até hoje é um dos jogos mais difíceis da vida HAHAH pelo amor, a última argolinha que ficava bamba dava vontade tacar o negócio na parede e num ver nunca mais, que nervoso haha

    beijos!

  2. Amava o Aquaplay e Pega Vareta. Tinha meu aqua guardado até um tempo desses, mas ele já não prestava mais (borracha da tampinha de cima ressecou e outra parte dele quebrou)
    ;*

  3. WANILA ME ABRAÇA.

    Que SAUDADE que eu tenho de pega-varetas! Sou LOUCA pra achar pra comprar de novo, eu lembro que eu até tremia de nervoso na hora de tirar as danadas aiaueoaiueh

    Eu só fui ter um mini game quando eu tinha uns 10 anos, adorava o joguinho dos carrinhos lembra? Que tinha que ficar desviando! Era outro que me deixava nervosa quando eu batia também aieuhae

    Beijo beijo :***

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s