Quem é você, Alasca?

Já faz um tempinho que a Verônica (The More That You Learn), me disse que queria começar um projeto literário, e foi daí que surgiu o Book Club. Eu, a Vê e mais três meninas vamos resenhar um livro por mês, pra que vocês possam saber um pouco mais sobre um mesmo livro de cinco perspectivas diferentes e saber se querem, ou não, ler. O nosso primeiro tema foi livro de estreia, e então escolhemos Quem é você, Alasca? do John Green.

Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o “Grande Talvez”. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao “Grande Talvez”.

Eu gosto muito do John Green por um fato: mesmo que a história como um todo não seja lá a melhor do mundo, você se encanta perdidamente por pelo menos um personagem. E foi isso que aconteceu aqui.

O livro, que se divide entre o antes e o depois de um grande acontecimento, é narrado em primeira pessoa por Miles Halter. Miles é um menino estudioso que me fez lembrar de vários colegas de escola, e algo que achei bem interessante sobre ele, é seu gosto por últimas palavras. É um personagem divertido, que com certeza eu me daria super bem. Coronel, seu colega de quarto, Takumi e Lara, são outros companheiros que estão sempre ali pro que der e ver.

Mas Alasca, a aventureira Alasca, foi quem realmente me conquistou. Com um espírito livre e cheia de segredos, Alasca encanta a todos e ao mesmo tempo deixa todos preocupados com suas loucuras. Ela é uma personagem determinada, encantadora e que eu me identifiquei muito.

Eu achei que o livro, por ser um romance adolescente, é bem profundo. John Green nos leva a refletir sobre o “labirinto” que é a nossa existência, levantando questões como céu, inferno e o que há depois. Enquanto via Miles em busca do seu Grande Talvez, várias vezes parei e me perguntei qual seria o meu. É um livro divertido e ao mesmo tempo, é um livro que te faz pensar.

Não é o eu preferido, demorei um pouco pra concluir a leitura, mas acho que vale a pena dar uma chance. Ele é da editora Wmf Martins Fontes e tem 240 páginas. Quem quiser, pode comprar aqui no Submarino.

Não esqueça de ler as outras resenhas! Verônica, Cecília, Amanda e Tamires.

Anúncios

4 comentários

  1. Confesso que não gosto do John Green. Talvez seja porque tudo que li dele foi a Culpa é das Estrelas, que pra mim não passa de uma baboseira melosa e fantasiosa. Já ouvi falar bem de Quem é você, Alasca, e com mais esse post, quem sabe eu não dou uma chance ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s