grey’s anatomy

06/52: um álbum com um nome estranho

Eu sei que esse post devia ter saído na terça, mas terça pra mim foi domingo então tá saindo hoje mesmo.

Minha escolha pra essa semana foi Flutterby, da Butterfly Boucher. O nome não é tão estranho assim, é só uma brincadeira com o nome butterfly, mas eu não consegui pensar em nada melhor. Butterfly Boucher é uma cantora australiana e Flutterby foi seu primeiro álbum solo, lançado no fim de 2003 na Austrália e no começo de 2004 nos EUA. Todas as músicas foram compostas por ela, e a cantora também tocou quase todos os instrumentos. Ah, o nome dela é Butterfly mesmo tá?! Não é nome artístico.

A primeira música que ouvi da cantora, foi Life Is Short, ouvi em um episódio da primeira temporada de Grey’s Anatomy. Life is Short também era música tema da série The Days. Com algumas outras músicas em Grey’s Anatomy (Never Leave Your Heart Alone e A Bitter Song) acabei me interessando e baixado o álbum, me encontrei com a moça também no piloto de Switched at Birth. Já adianto que tem músicas dela em vários filmes e séries, provavelmente você já ouviu antes.

Em 2013, no aniversário de 10 anos do álbum, ela o regravou, na edição comemorativa “Happy Birthday, Flutterby”, mas dessa vez ela contou com a ajuda de vários amigos nas gravações. E também tem um mini documentário sobre esse álbum, veja aqui no canal dela no Youtube.

Ficha Técnica:
Flutterby – 2004
Melhor música: “Another White Dash”
Pior música (ou a menos menos boa): Soul Back
Não deixe de ouvir: “Life is Short” e “Scary Fragile” você deve reconhecer.
Por que você deveria ouvir? Porque é um folk gostosinho de uma australiana autêntica que conquistou Hollywood.
Numa escala de 1 a 5: 5 borboletas

Se eu fosse uma celebridade, eu seria a Ellen Pompeo

Quando criança eu queria muito ser médica. Mas eu também queria muito ser famosa. Eu queria ser dançarina, cantora atriz. Mas eu também queria poder fazer algo pelo mundo. Depois de um tempo, percebi que o que eu queria mesmo, não era ser famosa, mas sim ser reconhecida pelo que eu fizesse. Se fosse médica? Seria a melhor médica. Atriz? A melhor atriz. Acabou que não virei médica. Nem atriz. Tô indo ser fotógrafa e publicitária, e espero ser muito boa nisso. Mas vamos ao assunto principal. Ellen Kathleen Pompeo, 45 anos, essa moça bonita aí do gif. E por que eu seria a Ellen? Bem, vamos lá. Se você aí já quis ser famoso, com certeza sonhou que um dia você estaria fazendo nada em algum lugar, daí alguém ia te abordar e te chamar pra ser modelo/atriz/cantora/jogador de futebol né? Mas você sabe bem no fundo que isso não acontece. Só que com a Ellen aconteceu. Ela era garçonete em Miami quando conheceu um fotógrafo que eventualmente se tornou seu namorado. Eles se mudaram pra NY e ela foi ser bartender num bar famoso. Daí pronto, um agente chegou lá, gostou da aparência da moça e a chamou pra ser modelo/atriz em comerciais de TV!!! O namorado fotógrafo a apoiou em todos os passos e disse que acreditava muito na capacidade dela como atriz. E ele estava certo, já que ela está no ar como Meredith Grey tem mais de 10 anos. E por que eu seria ela? Por que isso também vai acontecer comigo, é óbvio! A verdade é que eu admiro muito a moça. Ela pode ter tido sorte, mas com certeza se não fosse por muito trabalho, não estaria hoje em dia onde está, liderando uma série de sucesso e ainda ganhando prêmios. (Ela ganhou como melhor atriz de drama no último PCA). Além de ser linda e talentosa, quem acompanha nas redes sociais sabe que ela é muito… gente como a gente! Apesar de ser milionária e muito famosa, é super simpática, luta pelas coisas que acredita, cuida da família, sai na rua sem se preocupar em estar super arrumada, compartilha a vida no instagram e deixa qualquer um com vontade de ser seu melhor amigo. Ou ter a vida dela, como no meu caso. Eu sei que o espírito da coisa era achar uma celebridade que você tivesse coisas em comum, mas eu não consegui e acabei falando apenas de quem eu gostaria de ser, quem eu admiro muito. Porque, além de ter um casamento estável e duas filhas lindas, eu também ia amar morar nessa casa. E ter esse corpo aos 45 anos.


E ter esse cabelo.

E conhecer a Sandra Oh.


E ser bem sucedida ao ponto de ajudar mães que não têm condições de cuidar bem de seus bebês. E ser de bem com a vida. E lutar por causas que eu acredito. E ter uma família linda. E contracenar com O Kevin McKidd. E participar de Friends. E ganhar o que ela ganha, diga-se de passagem. Enfim, meu post não ficou como o da maioria do pessoal que eu li, mas espero que cês entendam e gostem!

Esse post é um tema sugerido no Rotaroots. O Rotaroots tem o objetivo de resgatar a época de ouro dos blogs pessoais, incentivando a produção de conteúdo criativo e autoral, sem ser clichê e principalmente, sem regras, blogando pela diversão e pelo amor.

O Natal nas séries

Como uma boa viciada em séries e apaixonada por Natal, eu não poderia deixar de lembrar dos melhores episódios natalinos das minhas séries preferidas!

GREY’S ANATOMY
Sendo Grey’s Anatomy minha série preferida, eu não vou listar apenas um, mas dois episódios que se passam no Natal. O primeiro é o 2×12 “Grandma Got Run Over By A Deer” onde Burke tenta agradar Cristina entre Natal e Hannukah e Izzie decora toda a casa de Meredith, o que rende uma cena linda de Meredith, Izzie e George (e o Doc, claro!) deitados sob a árvores observando as luzes.


O outro e o 6×10 “Holidaze” onde acontece um lindo jantar na casa da Meredith, com direito a música ao vivo e tudo!

THE OC
Em The Oc, fomos apresentados ao Chrismukkah, a forma que Seth Cohen encontrou para celebrar sem ter que escolher entre Natal e Hannukah, é o episódio 1×13 “The Best Chrismukkah Ever”.

FRIENDS
Não teve como não se divertir quando Ross, para ensinar seu filho Ben sobre a origem do Hanukkah, se veste de tatu, mas Ben gosta mesmo quando Chandler aparece vestido de Papai Noel. É o episódio 7×10, “The One With The Holiday Armadillo”.

LOST
O episódio 4×05 de Lost, “The Constant” se trata mais do romance entre Penny e Desmond, mas se passa no Natal, então tá valendo!

GOSSIP GIRL
No episódio 1×11 “Roman Holiday” temos o verdadeiro espírito de Natal. Famílias se reunindo, problemas se resolvendo (e outros apenas começando), casais ficando juntos… Um dos meus preferidos da série!

ORANGE IS THE NEW BLACK
Em uma das séries mais engraçadas dos últimos tempos (na minha opinião) podemos acompanhar no episódio 1×13 “Can’t Fix Crazy” o Natal da prisão de Piper, com direito a apresentações incríveis como essa.

HOUSE
Gregory House, meu personagem preferido, passa seu natal no 4×11 “It’s a wonderfull lie” no hospital com seu único e melhor amigo, Wilson.

HART OF DIXIE
É Natal em Bluebell no 2×10 “Blue Christmas” e é claro que mil problemas acontecem, mas não deixa de ser o máximo!

E você aí, tem algum episódio de Natal que gosta muito? Conte nos comentários!

A Fall Season

Se você é um viciado em séries, assim como eu, sabe o que significa essa época do ano. Todas aquelas séries que acabaram que sair do forno esperando para serem vistas e todas aquelas antigas lançando novas temporadas e você aí, atolado nos estudos porque suas provas são na próxima semana. Ainda não teve tempo de ver quais séries foram lançadas? Ainda não sabe quais retornaram do hiatus? Vem aqui que eu vou compartilhar as que eu adicionei na minha lista!

fall

NOVAS

How to get away with murder
Michaela, Wes, Laurel e Patrick são ambiciosos calouros de Direito da prestigiada academia East Coast Law School, onde apenas os melhores alunos podem participar de casos reais. Eles competem entre si para conseguir a atenção da carismática e sedutora Professora Annalise DeWitt (Viola Davis), na aula de Direito Criminal 1, também conhecida como “Como Se Livrar de Um Assassinato”. Estreou dia 25/09. Já estou assistindo e amando!

Forever
O Doutor Henry Morgan, um famoso médico-cirurgião de nOva York, tem um segredo: ele tem 200 anos de idade. Quando chegou aos 35, Henry morreu pela primeira vez, e apesar de muitas outras mortes, sempre renasce aos 35 anos, sem ter envelhecido um dia. Com experimentos mórbidos, ele tenta chegar ao fundo de sua inexplicável imortalidade, mas toda vez renasce com a mesma velha história. Estreou dia 22/09. Ainda não vi por falta de tempo, mas achei interessante.

Red Band Society
Red Band Society é uma dramédia que foca na vida diária de um grupo de adolescentes que vivem em um hospital, e se tornam improváveis amigos. A profundidade da amizade os permite sobreviver aos desafios de crescer sob circunstâncias tão intensas. Estreou dia 17/09, mas só conheci há uns 2 dias e quero muito ver.

State of affairs
State of Affairs é centrada em uma diplomata da CIA, que aconselha o presidente durante os incidentes de maior risco ao redor do mundo. Ela balanceia sua intensa responsabilidade política om uma complicada vida pessoal. Estreia dia 17/11. A razão principal pra eu dar uma chance é por ter a Katherine Heigl (ex Izzie Stevens), mas a trama parece ser boa.

Bad Judge
Sem pretextos, sem desculpas, sem compromissos. Rebecca Wright (Kate Walsh) sabe como se divertir, mas ela também é uma das mais duronas e respeitadas juízas da corte criminal. A sua reputação é de adotar um comportamento polêmico durante julgamentos e dizer sempre o que vem à cabeça. Mas sua vida pessoal não é nada inocente. Festeira, toca bateria em uma banda, e apesar de ter muitos admiradores, não está pronta para um relacionamento. Isso muda quando um garoto de 8 anos, cujos pais ela mandou para a prisão, precisa da ajuda de Rebecca. Estreou dia 02/10. A história não me compraria se não tivesse no elenco Kate Walsh (eterna Addison Montgomery), mas já assisti e achei divertida.

Manhattan Love Story
Você alguma vez já ficou tentando descobrir o que o seu par está realmente pensando? Essa comédia-romântica explora as diferenças entre homens e mulheres, e destaca as disparidades entre o que dizem e o que realmente pensam em um relacionamento. Dana (Analeigh Tipton) é nova na cidade e está pronta para se dar bem no mundo publicitário de Nova York. Ambiciosa, apaixonada, mas ao mesmo tempo medrosa e impaciente. Ela sai em um encontro com Peter (Jake McDorman), e acompanharemos passo a passo todos os seus encontros, ouvindo exatamente o que estão pensando na trilha de seu romance. Estreou dia 30/09, ainda não assisti mas gostei porque é diferente de tudo que assisto hoje! E principalmente porque estou me arriscando nessas séries mais cômicas, que nunca foram minha praia.

Hysteria
A série gira em torno de uma equipe de dança que é atingida por uma doença estranha, psico-fisiológica, que começa a se espalhar pela cidade através da tecnologia. Mena Suvari é o neurocirurgião que volta do Texas para sua cidade natal para investigar a doença que, ao que tudo indica, tem fortes ligações com seu passado trágico.Estreou dia 28/08 ainda não assisti porque esqueci, mas é outra que entrou na lista só por ter um ex-Grey’s, dessa vez TR Knight, o saudoso George O’Malley.

VOLTANDO

Grey’s Anatomy
Meredith não baixará a guarda para Derek, Owen pode ter um novo interesse romântico, talvez com Amelia que ficará em Seattle. Alex lutará por sua posição no Conselho, enquanto Bailey também não ficará quieta, diz Shonda Rhimes. Além disso, veremos exatamente como Ellis Grey conseguiu esconder a gravidez de Margaret por meio de um flashback. Estreou dia 25/09, claro que não perdi! Em sua décima primeira temporada e sem Sandra Oh, a série está diferente, mas ainda digna!

Scandal
Olivia Pope (Kerry Washington) passa seu tempo protegendo a reputação das personalidades estadunidenses da elite, evitando que nasçam grandes escândalos. A moça decide abrir uma empresa após deixar seu trabalho na Casa Branca, mas não consegue se desvencilhar totalmente de seu passado profissional. Sua equipe é formada por Harrison Wright (Columbus Short), Quinn Perkins (Katie Lowes), Stephen Finch (Henry Ian Cusick), Abby Whelan (Darby Stanchfield) e o hacker Huck Finn (Guillermo Diaz). A quarta temporada estreou em 25/09 mas ainda nem comecei a assistir, está na minha listinha!

The Good Wife
Alicia (Julianna Margulies) passa por uma humilhação pública quando seu marido, o procurador Peter Florrick (Chris Noth), é envolvido em um escândalo sexual e político. Após a prisão de Peter, ela precisa deixar a sua vida de dona de casa para sustentar os seus filhos, Grace (Makenzie Vega) e Zach (Graham Phillips). Alicia consegue uma vaga na firma de advocacia de Will Gardner (Josh Charles), um antigo colega da universidade, mas logo irá enfrentar a competição com jovens advogados, como o ambicioso Cary Agos (Matt Czuchry). A sexta temporada estreou dia 21/09, mas até hoje eu só vi o piloto, porém graças as ótimas críticas relacionadas a essa série, quero muito ver!

The Blacklist
Raymond Reddington é um dos criminosos mais procurados pelo FBI. Até que um dia ele decide se entregar misteriosamente à agência, oferecendo com ele uma lista de importantes nomes da comunidade do crime. Ele deseja participar ativamente da captura de tais criminosos e faz uma única exigência: só falará com a novata agente Elizabeth Keen. A segunda temporada ainda não estreou e eu nunca tinha ouvido falar da série até alguns dias atrás, mas o trailer já me conquistou e quero muito ver!

Bom pessoal, como vocês podem ver, nem estou assistindo a tantas séries assim, a maioria eu apenas quero ver! Mas é que decidi dar mais atenção aos meus estudos, então fora aos episódios semanais, as séries atrasadas eu estou vendo apenas uma de cada vez (no momento maratonando Friends) e assim que acabar pretendo ver todas essas que citei acima. Mas e vocês, que séries andam assistindo? Me contem nos comentários!

5 comunidades que eu criaria no orkut

Esse post é um tema sugerido no Rotaroots. O Rotaroots tem o objetivo de resgatar a época de ouro dos blogs pessoais, incentivando a produção de conteúdo criativo e autoral, sem ser clichê e principalmente, sem regras, blogando pela diversão e pelo amor.

Como vocês já devem saber, no dia 30 desse mês nos despediremos do nosso old but gold orkut e como “homenagem” o grupo Rotaroots sugeriu esse meme, onde podemos inventar cinco comunidades que criaríamos no orkut. Fazer esse post foi super difícil, sério! Achei que fosse ser fácil mas travei na hora. Depois de alguns dias pensando no que escrever, aqui vão as minhas comunidades.

JHO LENO DOS BILTON


The Beatles é minha banda preferida, por isso, imaginem o quanto eu ri ao ler isso.

PHOEBE SONGS


Quem não ama as músicas da Phoebe de Friends, né gente?

DANCE IT OUT



“We have to dance it out. That’s how we finish.”

QUE FOTO LINDA! QUE CÂMERA VOCÊ USA?


Pra quem tá cansado de ouvir essa frase. Também vale pras pessoas que compram “câmera profissional” e já saem dizendo que são fotógrafos.

MEU CACHORRO NÃO MORDE, EU SIM.

Como dona de um Bull Terrier, todos os dias ao passear com meu cachorro, eu e ele somos vítima do preconceito das pessoas. Gente que fala que é perigoso, sendo que é o cachorro mais dócil do mundo. Gente que atravessa a rua. Pais que mandam os filhos não chegar perto. Gente que insiste que é Pit Bul… Esse post ficaria gigante se eu fosse contar tudo que já passei, mas depois de tentar ser paciente, hoje qualquer cara feia pra mim e pra ele só se resulta em uma coisa: eu muito nervosa. Portanto, só pra esclarecer: o cachorro não é bravo mas a dona é, e muito.

E então, vocês entrariam em alguma delas? Beijos e boa semana!

TAG – Séries

Vi essa TAG em um grupo de séries que participo e decidi trazer pra cá, contando um pouco mais sobre o que eu gosto de assistir.

1. Sua série favorita de todos os tempos Grey’s Anatomy

2. A série que você mais detesta Provavelmente The Vampire Diaries (nunca assisti e nem tenho vontade).
3. A série mais engraçada Friends

4. A série mais dramática The Last Ship
5. Uma série que você só assiste quando está entediado(a) Private Practice
6. Um personagem de série por quem você foi apaixonado(a) Mark Sloan (Grey’s Anatomy)

7. Uma cena de série que fez você chorar Meredith descobrindo quem era o John Doe.

8. Uma série de dar medo American Horror Story
9. A série mais antiga que você assistiu Friends

10. Uma cena de série que traz lembranças Cristina pescando com Derek (Grey’s Anatomy)
11. Seu personagem de série preferido House

12. Um personagem de série que você odeia Pornstache (OITNB)

13. O personagem de série que mais se parece com você Yang (Não fisicamente)

14. Uma série da qual você gostaria de participar Orphan Black
15. Uma série que deixou saudades Lost
16. Uma série da qual você viu todos os episódios Prison Break
17. A série mais sem graça How I met your mother
18. Uma série que daria um bom filme Intelligence
19. Melhor abertura de série Gossip Girl

20. A série que você não aguenta mais ver Pretty Little Liars

21. Uma série que todo mundo curte, menos você How I met you mother
22. Uma série que ninguém curte, mas você, sim Switched at birth
23. A minissérie que você mais gosta American Horros Story (foi a única que assisti)
24. O personagem de série mais engraçado Phoebe (Friends)

25. Uma série que lembra sua família Nenhuma.
26. Uma série que você não entende Under The Dome.
27. O personagem de série que você gostaria de ser Cristina Yang. (Grey’s Anatomy)

28. Um personagem de série que lembra uma amigo(a) e porquê April (Grey’s Anatomy), a ingenuidade é a mesma.
29. Uma série clássica Friends
30. Uma série que você nunca assistiu The OC
31. Um diálogo ou frase de série que você sabe de cor I’m dead Wilson, how do you want to spend your last five months? (House series finale)

32. Uma cena de série que te fez pensar Não consigo escolher um só, mas acho que a cena final de Lost, na igreja.
33. A série com a melhor trilha sonora Grey’s Anatomy
34. A série com o melhor figurino Gossip Girl
35. Uma série que todo mundo deveria assistir Lost
36. Um “vilão” de série para quem você torce(IA) Nenhuma série que assisto tem um vilão definido.
37. Uma série que você gostaria que fosse cancelada Pretty Little Liars
38. Melhor episódio de série House series finale
39. Um episódio de série que marcou House 7×16 Out of the chute
40 – Sua série favorita atualmente Grey’s Anatomy.

Taxi Brooklyn, a nova série da NBC

Hoje estreia na NBC, Taxi Brooklyn, a nova série com Chyler Leigh, a falecida Dra. Lexie Grey, de Grey’s Anatomy.

Na série, Chyler Leigh vai ser a Detevivev Cat Sullivan, uma mulher que procura encontrar o assassino de seu pai. Depois que ela é rebaixada para patrulha a pé, por condução imprudente, desobedecer ordens e conflitos de personalidade, Cat conhece o taxista Leo Romba (Jacky Ido). Um motorista altamente qualificado, Leo é um encantador franco-africano de Marselha. Percebendo que Leo mentiu em seus formulários de imigração, Cat oferece-lhe um acordo: em troca de suas habilidades de condução e de táxi, ela vai ajudar Leo com o problema da imigração. A fim de permanecer fora da prisão e evitar a deportação, Leo concorda com a parceria com Cat e rapidamente se torna seu motorista pessoal, consultor e amigo enquanto competem através das ruas de Nova York resolução de casos e tentando descobrir o mistério por trás do assassinato de seu pai.

Chyler falou um pouco sobre a nova personagem para o TV Guide:

Depois de um hiatus de dois anos sem atuar, o que te fez voltar para filmar essa série?
Quando eu saí de Grey’s, foi um tempo para descansar e ficar com a minha família – nós nos mudamos para a area de Nashville. Eu estava procurando alguns projetos, mas eu tinha muitos parâmetros. Eu não queria entrar em algo que tivesse 22 episódios por temporada de novo. E ainda, esse é um personagem bem diferente de udo que já fiz. Cat é uma policial durona do Brooklyn que é muito determinada. Foi um esforço pra mim, mas é uma benção!

Qual é a história da Cat?
O assassinato do pai dela foi “varrido para debaixo do tapete” pela corregedoria, então ela teima em descobrir o que aconteceu. Ela se torna incrivelmente imprudente, destruindo carros de polícia porque ela quer justiça.

Como ela trabalha com Leo?
A dinâmica entre os dois é um pouco difícil no começo. Mas ela percebe que ela precisa de alguém, não de um ponto de vista romântico, mas só alguém em sua vida, porque ela é completamente desamparada.

Você fez suas próprias cenas de ação?
Eu fiz o máximo que pude, porque eu quebrei meu pé no terceiro dia. Foi durante uma perseguição – eu estava usando botas de motoqueiro por 10 horas por causa de uma maratona de corrida! Eu tenho um limite bastante elevado para a dor, mas duas semanas depois, eu não poderia estar de pé mais. Eles acabaram escrevendo a lesão na série.

Pra quem ficou curioso, aqui vai um sneak peak do episódio de hoje.

 

Wanila Goularte