rotaroots

Bandas do passado que eu traria para o presente

Ai mas eu sou tãaaaao clichê!

Quando eu vi a sugestão do Rotaroots “Uma banda do passado que eu traria para o presente” é claro que eu pensei em fazer um super post sobre os Beatles né, galera? Mas eu percebi que esse blog já tem muitos posts sobre os quatro caras, então decidi abrir um espacinho pra algumas outras bandas que eu gostaria de ir em um showzinho né.

Mas vamos começar do começo.

OS BILTONS

A banda que durou de 1960 a 1970, quando Jho Leno foi assassinado. Beatles não só foi como ainda é sucesso e tenho certeza que pelo menos todas as pessoas do mundo já ouviram pelo menos uma vez. Ainda existe a possibilidade de ir num show do Paul ou do Ringo, mas nada deve ser comparado a sensação de presenciar um show dessa banda completinha assim.

NORVANA

Mais uma banda que acabou com o suicídio? assassinato? morte de um membro. No caso Kurt Cobain, o vocalista que foi encontrado morto em 1994. A banda começou em 1987 e tem vários sucessos, entre eles Smells like teen spirit que provavelmente você conhece. Se você reparar bem, Dave Grohl, que era baterista do nirvana se parece muito com o vocalista do Foo Fighters.

LEGIÃO URBANA

Sabe a pessoa chata que sabe cantar Faroeste Caboclo inteirinha e se exibe por isso? Euzinha. Sou fã sim do tal Renato Russo (mais um que morreu) e é claro que amaria presenciar um show do Legião. Hoje a noite não tem luaaaar. A banda durou de 88 a 92.

CAZUZA

Cazuza, também conhecido (ou não) como Agenor de Miranda Araújo Neto foi um cantor que nasceu em 58 no Rio de Janeiro e faleceu em 1990. Era vocalista da banda Barão Vermelho, mas minhas músicas preferidas dele são as da carreira solo. Seus pais fundaram após a sua morte a Sociedade Viva Cazuza que “tem como intenção proporcionar uma vida melhor a crianças soropositivas através de assistência à saúde, educação e lazer.”

CÁSSIA ELLER

Pra terminar o post em alto estilo, cito nossa querida Cássia Eller.Cássia nasceu em 62 e morreu em 2001, a única que morreu quando eu já tinha nascido, e que eu me lembro de ver na TV quando era bem pequena. Cresci ouvindo “Malandragem” e “Segundo Sol”, então é claro que ela não podia faltar por aqui. Trocaria um rim pra ver ela e o Nando Reis cantando All Star juntos ao vivo e tô ansiosa por esse documentário que vai ser lançado esse ano.

Como cês podem ver, meus herois morreram de overdose, meus inimigos estão no poder artistas preferidos não estão mais presentes entre nós e eu acho isso muito injusto, haha. Amaria ter tido a oportunidade de comparecer a pelo menos um show de cada e se puder acrescentar mais ainda eu colocaria Janis Joplin, Elvis Presley e Mamonas Assassinas. Alguma dúvida que nasci na época errada?

E vocês, que banda trariam para o presente?

Se eu fosse uma celebridade, eu seria a Ellen Pompeo

Quando criança eu queria muito ser médica. Mas eu também queria muito ser famosa. Eu queria ser dançarina, cantora atriz. Mas eu também queria poder fazer algo pelo mundo. Depois de um tempo, percebi que o que eu queria mesmo, não era ser famosa, mas sim ser reconhecida pelo que eu fizesse. Se fosse médica? Seria a melhor médica. Atriz? A melhor atriz. Acabou que não virei médica. Nem atriz. Tô indo ser fotógrafa e publicitária, e espero ser muito boa nisso. Mas vamos ao assunto principal. Ellen Kathleen Pompeo, 45 anos, essa moça bonita aí do gif. E por que eu seria a Ellen? Bem, vamos lá. Se você aí já quis ser famoso, com certeza sonhou que um dia você estaria fazendo nada em algum lugar, daí alguém ia te abordar e te chamar pra ser modelo/atriz/cantora/jogador de futebol né? Mas você sabe bem no fundo que isso não acontece. Só que com a Ellen aconteceu. Ela era garçonete em Miami quando conheceu um fotógrafo que eventualmente se tornou seu namorado. Eles se mudaram pra NY e ela foi ser bartender num bar famoso. Daí pronto, um agente chegou lá, gostou da aparência da moça e a chamou pra ser modelo/atriz em comerciais de TV!!! O namorado fotógrafo a apoiou em todos os passos e disse que acreditava muito na capacidade dela como atriz. E ele estava certo, já que ela está no ar como Meredith Grey tem mais de 10 anos. E por que eu seria ela? Por que isso também vai acontecer comigo, é óbvio! A verdade é que eu admiro muito a moça. Ela pode ter tido sorte, mas com certeza se não fosse por muito trabalho, não estaria hoje em dia onde está, liderando uma série de sucesso e ainda ganhando prêmios. (Ela ganhou como melhor atriz de drama no último PCA). Além de ser linda e talentosa, quem acompanha nas redes sociais sabe que ela é muito… gente como a gente! Apesar de ser milionária e muito famosa, é super simpática, luta pelas coisas que acredita, cuida da família, sai na rua sem se preocupar em estar super arrumada, compartilha a vida no instagram e deixa qualquer um com vontade de ser seu melhor amigo. Ou ter a vida dela, como no meu caso. Eu sei que o espírito da coisa era achar uma celebridade que você tivesse coisas em comum, mas eu não consegui e acabei falando apenas de quem eu gostaria de ser, quem eu admiro muito. Porque, além de ter um casamento estável e duas filhas lindas, eu também ia amar morar nessa casa. E ter esse corpo aos 45 anos.


E ter esse cabelo.

E conhecer a Sandra Oh.


E ser bem sucedida ao ponto de ajudar mães que não têm condições de cuidar bem de seus bebês. E ser de bem com a vida. E lutar por causas que eu acredito. E ter uma família linda. E contracenar com O Kevin McKidd. E participar de Friends. E ganhar o que ela ganha, diga-se de passagem. Enfim, meu post não ficou como o da maioria do pessoal que eu li, mas espero que cês entendam e gostem!

Esse post é um tema sugerido no Rotaroots. O Rotaroots tem o objetivo de resgatar a época de ouro dos blogs pessoais, incentivando a produção de conteúdo criativo e autoral, sem ser clichê e principalmente, sem regras, blogando pela diversão e pelo amor.

5 sitcoms e filmes para assistir nas férias

Quem aí ainda tá de férias levanta a mão! Embora eu esteja de férias, até que ando fazendo bastante coisa e ficando sem tempo pra passar assistindo filmes e séries na frente do computador, mas se você tá de boa aí no sofá então se joga nessas dicas aqui! (Como não curto muito sitcoms, vou indicar séries normais mesmo!)

5. A vida secreta de Walter Mitty

Baseado num livro que leva o mesmo nome, o filme conta a vida de Walter Mitty, um cara que sonha sempre e muito, mas nunca faz nada. Ele embarca em uma grande aventura pra tentar achar uma foto perdida pra usar na capa da revista em que trabalha e acaba conhecendo lugares lindos e pessoas incríveis. Foi um filme que me encantou por mostrar que só sonhar, nunca vai fazer nada acontecer, você precisa correr atrás. Vale a pena dar uma chance!

4. The OC

Só ano passado eu resolvi dar atenção pra The OC, série que praticamente todo mundo já assistiu. Mas como ela é curtinha, divertida e tem toda uma vibe de verão, acho que é uma ótima opção pra suas férias. E ainda tem um último episódio que me fez chorar um rio. (Seth e Summer ♥♥♥).

3. We’re the Millers

Quando um cara precisa pegar uma grande carga de drogas do México e levar pros EUA, o que ele faz? Finge que está viajando com a família e escolhe pessoas aleatórias pra formar essa família, é claro! Eu me apaixonei pelo filme! O pai é um traficante, a mãe uma stripper (Jennifer Aniston), o filho é um virgem bem bobo e a filha é uma fugitiva (Emma Stone). Dá pra rir muito e se divertir junto com essa família que acaba passando por poucas e boas.

2. Switched at birth

Imagine se você tivesse sido trocada no nascimento? E imagine achar sua verdadeira família depois de 16 anos? É isso que acontece com Bay e Daphne! Bay, fica com a família Kennish, que são cheios da grana. Ela é uma adolescente rebelde e tem um dom incrível para artes. Já Daphne, acaba com os Vasquez, uma família simples. Pra complicar ainda mais, Regina (mãe biológica de Bay, adotiva de Daphne) é alcoolatra e num descuido, Daphne acaba pegando meningite quando tinha 3 anos e ficando surda. A série está na quarta temporada e o que eu mais amo é a interação entre surdos e ouvintes, já que vários dos atores são realmente surdos e se comunicam em sinais. A trama é simples, sem muito drama, mas com certeza é surpreendente.

1. Hart of Dixie

Quer saber o que a Summer de The OC teria se tornado se tivesse continuado como uma menina mimada? A Zoe Hart! Rachel Bilson encanta qualquer um no papel da cirurgiã Zoe, que se muda pra uma cidade sulista que parece ter parado no tempo por volta de 1950. Com triângulos amorosos e amizades lindas, Hart of Dixie é com certeza uma das minhas séries preferidas e acabou de começar sua quarta temporada. ASSISTA!

Menção Honrosa
Eu não quis falar aqui de séries muito famosas, nem de coisas que todo mundo tá cansado de saber que eu curto. Mas se você ainda tem muito tempo livre pra gastar, é claro que eu indico Star Wars, Grey’s Anatomy, Friends, House, Lost e Prison Break. Sim, sou muito eclética.

Esse post é um tema sugerido no Rotaroots. O Rotaroots tem o objetivo de resgatar a época de ouro dos blogs pessoais, incentivando a produção de conteúdo criativo e autoral, sem ser clichê e principalmente, sem regras, blogando pela diversão e pelo amor.

Tchau, 2014

Tô vendo tanta gente falando que 2014 foi ruim, que fiquei com vontade de fazer uma pequena retrospectiva aqui. Porque o meu ano não teve nada de muito legal, mas também não teve nada de tão ruim assim! Se retrospectiva tem obrigatoriamente ser em ordem cronológica, então sinto muito mas não vai rolar porque não lembro a ordem de nada, mas achei válido compartilhar umas coisas legais que aconteceram esse ano, por aqui.

1

Esse ano eu completei três anos de namoro com esse moço aí, que é muito especial pra mim. E o meu bebê fez 1 ano! (Foda-se, vai ser bebê pra sempre.) Nem sei mais quem eu sou sem esses dois na minha vida. Nós também (o cachorro não incluído, claro) começamos numa aventura de experimentar cervejas artesanais e importadas e foi com certeza uma das melhores coisas do ano.

2

Eu conheci pessoas novas, reencontrei uma amiga que não via já faz um bom tempo e passei um tempo com as meninas que estudaram comigo. Mas é incrível como conservei pouquíssimas pessoas da época da escola, e olha que acabei o ensino médio em 2013!

3

Foi o ano da selfie né, gente?! hahaha E eu me empolguei! Mas todas essas fotos em que meu cabelo estavam bonitos foram tiradas num domingo meia noite quando eu já tava indo dormir porque a Lei de Murphy reina por aqui.

4

Também foi um ano com algumas mudanças. Eu radicalizei no cabelo (mas já saiu, amém), fiz mais uma tatuagem (só uma!!!!), comecei a faculdade e li livros que nunca pensei que fosse ler. Inclusive deixei de resenhar bastante coisa por aqui e vou tentar mudar isso a partir de agora.

5

Em termos internéticos também saí lucrando. Voltei com o blog, que nos últimos dias teve uma mudança completa. Conheci as meninas super legais do 7 on 7 e tambem do Book Club. Também entrei pro Rotaroots, que é maravilhoso e me apresentou blogs lindos (tipo o da Júlia, da Patty, da Duds, da Jess e todos esses aqui). Também entrei pra equipe de legenders do Insubs e pra equipe do blog Grey’s Anatomy Brasil.

6

Em 2014 eu me dediquei muito mais na fotografia, tendo ensaios que me renderam vários elogios e me deixaram muito feliz. Também teve muita saudade de alguém que não está mais por perto e reencontro com a família, coisa que eu não fazia tem uns três anos.

Enfim, acho que 2014 foi um ano neutro. Nada de excepcional, mas nada de ruim também. Tomara que 2015 seja BEM MELHOR (eu sei que sou eu que faço meu ano, não precisa falar), mas é que a gente sempre espera que algo de diferente aconteça, né?!

IMG_6548

Desejo pra vocês um 2015 assim, bem brilhante e cheio de amor. Que os sonhos de todos se realizem, que o preconceito acabe, que a gente consiga levar a vida mais leve e que a gente não se arrependa de nada. Tchau, 2014. Chega mais, 2015.

Esse post foi uma sugestão do Rotaroots.

5 pratos para quebrar em 2014

Dessa vez os memes do Rotaroots estão todos nos fazendo olhar pra trás, pra tudo que fizemos nesse ano. Por isso, a proposta desse meme é se desfazer de 5 sentimentos, 5 coisas ruins que aconteceram em 2014 e que eu não quero levar para 2015. A gente acha que é fácil, mas na verdade é bem difícil descrever 5 coisas ruins que você não quer mais na sua vida e está realmente disposto a mudar.

MAL ESTAR COM O CORPO
Eu sempre fui a mais alta e a mais gordinha, a amiga feia. Quando fui crescendo, fui gostando um pouco mais de mim. A boca me incomoda, mas gosto dos meus olhos. O peso me incomoda mas gosto do meu tamanho. As mãos me incomodam mas gosto dos braços. Porém, o peso é o que é uma luta diária. Desde julho venho tentando praticar mais exercícios e melhorar minha alimentação, não porque eu queira ficar magra, Kylie Jenner, angel da Victoria Secrets,, eu só quero ficar de bem comigo mesma. Por isso, em 2015 vou me focar ainda mais no que eu quero ser e deixar esse sentimento ruim aqui em 2014.

FALTA DE ATENÇÃO COM A FACULDADE
Eu faço faculdade à distância e por mais que isso pareça ser bem legal, não é. A vantagem é que você está no conforto da sua casa. A desvantagem é que você está no conforto da sua casa e tem mil coisas pra te distrair. Eu acabava sempre vendo os slides das aulas, mas na hora de ver as videoaulas eu me distraía com algo e nem prestava tanta atenção no que o(a) professor(a) estava falando, isso me levou a passar de semestre com notas mínimas. Ano que vem, pretendo ter um horário certinho e um cantinho na minha casa pra poder estudar todos os dias e melhorar minhas notas.

PRECONCEITO
Se eu falar que sou 100% livre de preconceitos, vou estar mentindo. Hoje em dia luto junto contra a homofobia, o machismo, o racismo e vários outros preconceitos ridículos, mas ainda torço o nariz quando alguém me fala que é fã de algum ritmo musical que eu detesto. Mas também quero ajudar a curar as pessoas que sofrem desse mal. Porque pra mim, quem precisa de cura são as pessoas preconceituosas.

PREGUIÇA
Que atire a primeira pedra quem não desligou o despertador e dormiu mais 5 minutinhos. Esse ano a preguiça me fez matar exercícios, chegar atrasada no trabalho, não postar no blog, não fotografar, não me arriscar mais na cozinha… Um mundo de coisas! Quero deixar essa preguiça em 2014 e ser uma pessoa muito mais ativa em 2015!

IMPACIÊNCIA
Quero deixar toda a minha impaciência aqui e nunca mais reencontrá-la. Não tenho paciência com a minha mãe, com colegas de trabalho, com pessoas na internet, com amigos, com meu cachorro e as vezes até com meu namorado, que é a pessoa que me fez ser um pouco mais paciente. Mas já cansei de me irritar atoa, então ano que vem quero (e preciso) ser mais da paz.

E vocês, o que querem deixar em 2014?

5 brinquedos que eu gostaria de ter guardado

Esse post é um tema sugerido no Rotaroots. O Rotaroots tem o objetivo de resgatar a época de ouro dos blogs pessoais, incentivando a produção de conteúdo criativo e autoral, sem ser clichê e principalmente, sem regras, blogando pela diversão e pelo amor.

Cadê tempo? Cadê dezembro? Cadê férias? Minhas provas são em algumas semanas então está bem difícil conseguir um tempinho pra postar aqui (até porque agora eu tenho 2 empregos! hahaha) mas enquanto não consigo postar todo dia, vou dando um jeitinho de não deixar o blog completamente abandonado. Por isso o post de hoje vai ser um meme sugerido pelo Rotaroots: 5 brinquedos que eu gostaria de ter guardado para meus filhos.

Eu não tinha muitos brinquedos quando criança, primeiro porque meu pai e minha mãe não podiam comprar muitas coisas, segundo porque: eu quebrava tudo. TUDO. Tudo mesmo. Só tenho uma boneca “original” e é uma Susi da mais simples possível, o resto eram todas daquelas baratinhas (porque eu arrancava braços, cabeças, pernas). Pausa da nostalgia: amava ir pra casa de uma amiga (beijos, Alana) que tinha várias Barbies legais, inclusive uma que tinha asas gigantes. Sonhava em ganhar uma, mas enfim… Uma vez ganhei uma boneca que andava de patins, meus pais esconderam ela de mim por muito e muito tempo, um dia acabei achando e quebrei na mesma semana. A mesma coisa aconteceu com uma boneca daquelas de porcelana que era da minha mãe, fui carregar ela pela casa e é óbvio que ela se espatifou. Até hoje não entendo porque o meu pai me deu um tabuleiro de xadrez com todas as peças de vidro (R.I.P. cavalo e bispo), mas entendo porque nunca ganhei um cachorro. Então foi um pouco difícil pensar em 5 brinquedos que eu tive pra fazer esse post, mas vamos lá!

5. Pega varetas


Taí um dos poucos que não quebrei. Pode parecer um jogo bobo e sem graça, mas eu adorava brincar disso, juro! Brincava até sozinha, mas geralmente juntava a família toda pra jogar comigo.

4. Aquaplay


Se você nasceu em meados dos anos 90, com certeza jogou alguma das variações desse brinquedo e sabe o quanto era legal quando consegui colocar todas as argolas no pininho (o problema é que a última sempre ficava meio bamba e caía antes de você conseguir mostrar pra alguém).

3. Mini game


Nunca tive videogames e até hoje não tenho (ainda consigo juntar dinheiro pra comprar um) e acho que a onda daquele game boy foi um pouco antes da minha época, mas eu amava esses Mini Games. Tive MUITOS e toda vez que o meu quebrava, meu pai acabava comprando um pra ele também, hahaha. Sdds tetris.

2. Brincando de engenheiro


Esse eu nunca tive, mas alguma amiga teve (acho que de novo, a Alana) e eu era simplesmente apaixonada. Juro que lembro até do cheiro desse troço, era demais gente! Eu amava construir cidades inteiras com essas pecinhas, hahaha.

1. Bebê bainho


E enfim, meu presente preferido de todos os tempos. Eu me lembro exatamente do dia que ganhei. Era natal e eu já sabia que ia ganhar e sabia que estava escondida no quarto dos meus pais. Não conseguia dormir de tanta empolgação. Acordei no meio da noite para ir ao banheiro e JURO ATÉ HOJE que vi a sombra de algo vermelho do lado de fora de casa (não era um ladrão, era o Papai Noel). Como nunca fizemos nenhum tipo de comemoração no Natal, eu sempre ganhava o presente só na manhã do dia 25. Por isso, as 6 da manhã já estava de pé. Me lembro como se fosse hoje de ir pro quarto dos meus pais e implorar para que me dessem meu presente logo. Assim que me entregaram, eu (chorando muito de felicidade) fui para o quintal encher a banheirinha e brincar. E brinquei o dia todo. Essa boneca tomou tantos banhos que deve ter até desgastado um pouco da tinta.

Hahahaha, espero que tenham se divertindo tanto lendo esse post como eu me diverti escrevendo. E por mais que eu não tenha guardado nenhum desses brinquedos para meus filhos, quero muito comprar quebra-cabeças para montarmos juntos. Meu pai me deu vários quebra cabeças ao longo dos anos, e eu tenho todos guardados. O da Disney (aniversário do Pato Donald) montamos quando ele ainda morava aqui. O dos golfinhos, ele já tinha se separado da minha mãe e vinha depois do trabalho, montamos ao som de Abba e Bee Gees e (entre outros) um do Haiti que nunca terminamos, mas eu passava ótimos momentos ao lado dele apenas encaixando aquelas pecinhas e quero muito poder levar isso para minha família também. E você, o que guardou?

Lugares que eu gostaria de conhecer

Em junho eu entrei para o Rotaroots. O Rotaroots tem o objetivo de resgatar a época de ouro dos blogs pessoais, incentivando a produção de conteúdo criativo e autoral, sem ser clichê e principalmente, sem regras, blogando pela diversão e pelo amor. Todos mês eles sugerem alguns temas e eu escolhi esse Meme para a postagem de hoje e vou contar para vocês cinco dos inúmeros lugares que eu gostaria de conhecer.

Países Nórdicos

Os países nórdicos estão localizados na parte norte da Europa e no Atlântico Norte. Eles são compostos por Dinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega, Suécia e seus territórios associados que incluem as Ilhas Faroé, Gronelândia, Svalbard e Aland. Esta região também é chamada de Escandinávia.

Eu sou apaixonada por frio e acho que todos esses lugares são simplesmente maravilhosos, mesmo só conhecendo por foto. Tenho muita vontade de fazer um tour por lá! Fiquei ainda mais apaixonada depois de ver o Diário de Intercâmbio da Larissa Pietsak, na Noruega e de ler os livros da irlandesa Marian Keyes e de Oscar Wilde. Esse é um sonho que espero realizar!

San Franciso

Eu sempre tive vontade de conhecer essa cidade, mas não sei porque. San Franciso é a quarta cidade mais populosa da California e é muito conhecida por causa da Golgen Gate (essa da foto). Eu simplesmente acho que a cidade é maravilhosa e tem cara de ser muito aconchegante! hahaha Seria o máximo visitá-la um dia.

Seatle

Como boa fã de Grey’s Anatomy, morro de vontade e conhecer Seattle e a famosa Space Needle (mesmo sabendo que a série não é gravada lá). A cidade que é famosa pelo clima frio e chuvoso me encanta muito, porque eu amo chuva+frio. Seria um passeio e tanto!

Machu Picchu

Um lugar que tenho muita vontade e que acho que não é assim tão difícil de conhecer é Machu Piccho, que fica no Peru. O lugar também é conhecido como “a cidade perdida dos Incas” e é o sítio arqueológico mais conhecido da América do Sul. Machu Picchu é a mais velha conhecida ruína inca, porém pouco se sabe de sua história. Nada é mencionado nas crônicas dos conquistadores espanhóis. Conta-se que a cidade foi poupada porque não sabiam de sua existência. Por isso ela durou ainda uns séculos mais.

Dizem por aí que existe um túnel que sai de São Thomé das Letras (aqui em MG) e acaba em Machu Picchu, a Gruta dos Carimbados. Quem sabe?

Rússia

A Rússia sempre esteve na minha lista e também sem um motivo aparente, apenas curiosidade. Após o namorado da minha mãe dizer que é o lugar mais lindo que ele conheceu, só me deu mais vontade! Tenho muita vontade de conhecer a cultura e os pontos turísticos do país, conhecidos por sua grandiosidade.

Enfim, eu poderia ficar escrevendo por horas e esse post nunca teria fim. Eu nunca entrei num avião, nunca saí do país (mal saí do estado)… porém tenho um interesse enorme em outras culturas. Se pudesse, pegaria uma mala e sairia por aí sem destino, só pra conhecer o mundo todo e ter histórias pra contar. Quem dera se fosse fácil assim! Nesse post eu tentei ser o menos clichê possível, mas não quiser dizer que eu não queira conhecer NY, as Disney, Londres, Paris… Se algum dia eu conhecer algum desses lugares, prometo que posto aqui no blog.

E vocês, que lugares gostariam de conhecer? Beijos!